AET – CONHEÇA A ANÁLISE ERGONÔMICA DE TRABALHO E SUA IMPORTÂNCIA

AET – Conheça a análise ergonômica de trabalho e sua importância

O que é AET?

A AET (Análise Ergonômica do Trabalho) é vinculada a NR-17 e serve para avaliar a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, tem como prioridade a integridade física e saúde dos trabalhadores, analisando os agentes ergonômicos peculiares à atividade desenvolvida. As condições de trabalho incluem aspectos relacionados ao levantamento, transporte e descarga de materiais, ao mobiliário, aos equipamentos e às condições ambientais do posto de trabalho e à própria organização do trabalho.

A AET é uma análise detalhada do ambiente, instrumentos de trabalho e como ocorrem os impactos ou as relações que existem com os colaboradores. Com base nessa análise é possível indicar melhorias preventivas para situações que representam riscos ocupacionais para o trabalhador. Com a AET podemos amenizar e até mesmo anular os riscos ergonômicos, causadores de doenças ocupacionais e do trabalho que prejudicam a saúde dos trabalhadores.

 

A AET tem prazo de validade?

Sempre que houver mudança significativa na atividade de trabalho, matéria prima utilizada, mudança de endereço ou inclusão de novas funções, a NR-17 determina que a AET deve ser guardada por no mínimo 20 anos.

Treinamento

De acordo com a NR-17, todos os trabalhadores que façam levantamento, transporte e descarga de materiais (que não as leves) deve receber treinamento para realizar as atividades de maneira correta. Não existe definição de carga horária para o treinamento, o mesmo deve ser dimensionado de acordo com as atividades desenvolvidas, mas indicamos no mínimo, duas horas de treinamento. Além disso, indicamos a realização de treinamento para todos os funcionários para que sejam apresentadas informações sobre postura correta, os recursos disponíveis para adequação do mobiliário e desenvolvimento das atividades de maneira correta.

Em casos específicos, a análise ergonômica seguem definições especificadas nos anexos I e II da NR 17. São os casos a seguir:

ANEXO I – TRABALHO DOS OPERADORES DE CHECKOUT

Este anexo estabelece parâmetros e diretrizes mínimas para adequação das condições de trabalho dos operadores de checkout, visando à prevenção dos problemas de saúde e segurança relacionados ao trabalho. Aplica-se aos empregadores que desenvolvam atividade comercial utilizando sistema de auto-serviço e checkout, como supermercados, hipermercados e comércio atacadista. Cada trabalhador deve receber treinamento com duração mínima de duas horas, até o trigésimo dia da data da sua admissão, com reciclagem anual e com duração mínima de duas horas, ministrados durante sua jornada de trabalho.

ANEXO II – TRABALHO EM TELEATENDIMENTO/TELEMARKETING

Este Anexo estabelece parâmetros mínimos para o trabalho em atividades de telemarketing nas diversas modalidades desse serviço, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança, saúde e desempenho eficiente. As disposições deste anexo aplicam-se a todas as empresas que mantêm serviço de telemarketing nas modalidades ativo ou receptivo em centrais de atendimento telefônico ou call centers, para prestação de serviços, informações e comercialização de produtos. Entende-se como call center o ambiente de trabalho no qual a principal atividade é conduzida via telefone e/ou rádio com utilização simultânea de terminais de computador.

Este Anexo aplica-se, inclusive, a setores de empresas e postos de trabalho dedicados a esta atividade, além daquelas empresas especificamente voltadas para essa atividade-fim. Entende-se como trabalho de telemarketing aquele cuja comunicação com interlocutores clientes e usuários é realizada à distância por intermédio da voz e/ou mensagens eletrônicas, com a utilização simultânea de equipamentos de audição/escuta e fala telefônica e sistemas informatizados ou manuais de processamento de dados.

Cada trabalhador deve receber treinamento com duração de quatro horas na admissão e reciclagem a cada seis meses ministrados durante sua jornada de trabalho, independentemente de campanhas educativas que sejam promovidas pelos empregadores.

 

A ENGEMED está preparada para te assessorar com a análise ergonômica de trabalho

Consulte-nos!

 

Clique aqui e fale com um de nossos consultores

ou se prefirir envie sua solicitação via e-mail para: engemed@engemed.med.br

3 comentários em “AET – CONHEÇA A ANÁLISE ERGONÔMICA DE TRABALHO E SUA IMPORTÂNCIA”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.